Total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Poemado

Trilha o verso Arranca o verbo O poeta inusitado Trilha a rima Escreve a vida Em um terceto improvisado Arranca da pena A palavra amena De um amor idealizado Enfim termina O tão sofrido ofício exasperado Assim, na última estrofe Diz para nome do Blogue e do poema: "– Poemado!". Renato Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário